Comunicação

07/12/2017

Sinduscon-JP tem noite de cultura

Conselheiro Stelo Queiroga lança livro que resgata o poeta popular Zé Limeira

No dia 5 último, no auditório do Sinduscon-JP, foi lançado o livro Resgatando Zé Limeira, obra assinada pelos cordelistas Stelo Queiroga, empresário da construção civil e integrante do Conselho Fiscal da entidade; Marcos Medeiros, professor doutor em Fitotecnia e membro da Academia Norte-rio-grandense de Literatura de Cordel; Stélio Torquato Lima, mestre em literatura e professor doutor em Letras, e Adilson Costa, contador.

                Zé Limeira, considerado o poeta do absurdo, nasceu no sitio Tauá no ano de 1886 e faleceu no ano de 1954. A cidade onde nasceu, Teixeira, foi o principal reduto de repentistas no século XIX. Andarilho, ele teve os seus repentes, causos e composições propagados pelo jornalista Orlando Tejo, de Campina Grande, que escreveu “Zé Limeira, o poeta do absurdo”, livro que já se encontra na 11ª edição.

                Já a obra Resgatando Zé Limeira – para ler, sorrir e pontuar foi organizada por Marcos Medeiros, que explica que o cordelista “teve a singularidade de ter escrito de forma engraçada e irreverente, pois mesmo conhecendo nomes e lugares, fazia questão de destacar relações inverossímeis, localizações incorretas e acontecimentos esdrúxulos”.

                Stelo Queiroga fez o texto de apresentação, intitulado Incarnando Zé Limeira, no qual explica a razão da homenagem, em linguagem popular, a partir título “O purquê da vorta”, em 48 estrofes em sextilhas. Na noite do lançamento que teve a presença de um bom público, houve uma performance do presidente da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, Sander Lee, que declamou o poema de Stelo, como se fosse o próprio Zé Limeira. O vice-presidente da CBIC, Irenaldo Quintans, fez a saudação aos autores da obra, e destacou Stelo Queiroga por valorizar a cultura local. 

©2013. Todos os Direitos Reservados - v1.1.60