Comunicação

06/04/2018

Conectividade e compartilhamento influenciam no mercado imobiliário

A redução das áreas dos imóveis é uma tendência apontada para vigorar a partir deste ano

Foto: Jackeline Marcus Araújo Marcus Araújo

Nos últimos dez anos, o brasileiro adquiriu uma nova necessidade, que é a conexão digital e mais recentemente passou a ter um hábito, que é o compartilhamento de ambientes. Essas situações, aliada à redução do tamanho da família estão impactando no mercado imobiliário, com a tendência de redução de 10% a 15% das áreas privativas, em apartamentos e de até 50% no tamanho do terreno em loteamento fechado.

                Por outro lado, o consumidor do mercado imobiliário está mais exigente em relação à área de lazer, que deve ter itens essenciais, mas que ocupem menos espaço e não pesem demais na taxa de condomínio. Essa visão foi apresentada pelo consultor Marcus Araújo, presidente da Datastore, em palestra realizada no Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa (Sinduscon-JP), para um público formado por empresários da construção civil, arquitetos, corretores imobiliários e investidores.

                Dentro das tendências para o período 2018 a 2020, ele citou também a gentileza urbana, ou seja, uma edificação que interage com o entorno, oferecendo os serviços tanto para os moradores como para pessoas que vivem na mesma área. Marcus Araújo disse ainda que uma novidade que começa a aparecer nos projetos de residenciais é uma segunda portaria de acesso, destinada a receber as entregas de compras feitas pela internet. E, também, o número de vagas de garagem com a redução da quantidade de carros por família.

                As informações apresentadas são resultantes de recente pesquisa feita pela Datastore, com um universo de 15 mil entrevistas junto aos potenciais clientes do mercado imobiliário, identificando o que chamou de nova geração imobiliária que faz a opção pela experiência, pela vivência, decorrente do fato das famílias estarem menores, da busca pela qualidade de vida e da vida digital, pois o trabalho está cada vez mais na internet.

©2013. Todos os Direitos Reservados - v1.1.73